Com ou sem Arquitetura Corporativa?

Depois do sucesso da figura abaixo no Linkedin, agora adaptada para Arquitetura Corporativa…

Arquitetura Corporativa

* Imagem adaptada de @rundavidrun

 

Resolvi criar mais uma, “baseada em fatos reais”:

Arquitetura Corporativa

Em cima, para quem chegou de Marte, é o Museu de Arte do Rio.

Antes, dois prédios sem nenhuma relação: o Palacete Dom João IV, um prédio modernista da polícia e uma estação rodoviária.

Depois, um complexo integrado, em obra de reforma concebida e realizada pelo querido cliente Fundação Roberto Marinho.

A Metáfora da Arquitetura

A expressão “Arquitetura |Corporativa” se baseia, obviamente, na metáfora da Arquitetura.

Por que Arquitetura?

Por que não…

  • Biologia Corporativa?
  • Engenharia Corporativa?
  • Zoologia Corporativa?
  • Churrascaria Corporativa?

A ideia é que, para construir uma casa, um prédio, você começa contratando um Arquiteto. Bom, pelo menos é assim que deveria começar…

Então, o Arquiteto começa tentando entender o que o cliente (você) precisa. seus gostos e preferências, seu orçamento, quando você quer se mudar para a casa etc.

Em seguida ele começa a desenhar plantas. Muitas plantas. As primeiras são “artísticas”: podem ser uma ou mais maquetes, ou aquarelas, ou perspectivas coloridas e assim por diante (vamos imaginar, por um momento, que se trate de um arquiteto “das antigas”, que goste de plantas em papel e não em arquivos de AutoCAD).

Aprovado o desenho, o Arquiteto vai desenhar ainda muitas outras plantas, para variados públicos. Plantas de estrutura, de hidráulica, de elétrica etc. etc. etc. E serão várias plantas de cada tipo.

Essas plantas serão usadas durante a construção, é claro, mas sua importância vai além disso. As plantas precisam ser guardadas cuidadosamente para orientarem trabalhos de reforma no futuro. Do contrário, as consequências podem ser desde furar o proverbial cano escondido na parede até verdadeiras tragédias.

Portanto, o que temos no fim são:

  • Muitas plantas
  • Em diversos níveis de detalhe
  • Para diferentes públicos

É claro que ainda temos que armazenar essas plantas de modo a estarem protegidas de danos e, também, indexá-las de modo a sermos capazes de encontrá-las facilmente quando necessário. Mas isso fica para um próximo post.

Mas a metáfora da Arquitetura não para por aí. Ela é usada para ilustrar muitos outros conceitos de Arquitetura Corpórativa, como veremos em postagens futuras.

Quer saber mais? Inscreva-se para o minicurso online gratuito de Arquitetura Corporativa com TOGAF® clicando na imagem abaixo.

 

Minicurso Arquitetura Corporativa e TOGAF

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.